Surpreenda-se positivamente

Surpreenda-se positivamente

Podemos executar uma mesma ação de muitas maneiras diferentes. De modo que o que varia não é a ação em si, mas como a desempenhamos. O ‘como‘ fazemos é que estabelece a diferença. Hoje, no ‘Reflexões para a Vida‘ apresentamos o post ‘Surpreenda-se positivamente’, que nos convida a uma reflexão sobre o tema. (Tempo de leitura em torno de 5 min). Confira!


“Eu te vejo
– isso faz diferença!

– O que posso fazer?

Atitudes simples e verdadeiras?

Olhar nos olhos enquanto se comunica?

– “Escutaro que as pessoas falam?

Criar situações novas, face a ações convencionais?

Elogiar e reconhecer valor de adversários?

Acatar e considerar as críticas?

– Dar valor a detalhes?

Facilitar o caminho para outros?

Não alimentar fofocas ou conversações depreciativas?

Sobre os itens acima, voltaremos a eles mais à frente.
Reflitamos sobre o tema:

Surpreenda-se positivamente.

As pessoas estão habituadas a se comportar dentro do que se apresenta como o mais normal para elas, e isso acaba por se tornar habitual em suas vidas. Na maior parte das vezes, atua-se mecanicamente. Nos relacionamentos, na maior parte das vezes, tratamos, não propriamente com a pessoa na nossa frente naquele momento presente, mas com imagens geradas por impressões passadas, as quais são fortalecidas ao longo do tempo e que mantemos conosco, mesmo que a pessoa em questão esteja diferente naquele momento.
Esse hábito nos impede, não apenas de percebermos a outra pessoa naquele momento, mas também bloqueia nossa naturalidade e acaba por refrear a nossa criatividade e espontaneidade.

As atitudes podem ser variadas. Depende de cada um, cada pessoa é a protagonista de sua própria vida, mas todos têm personagens interagindo com ela, sempre. Seja um animal, a natureza, outras pessoas ou algo mais; não importa. O fato é que tudo seria mais fácil e saudável se, acima de tudo, mantivéssemos em nossos corações, respeito e amor, fé e resignação, simplicidade e espontaneidade, paz íntima e disciplina, esperança e dedicação em fazer o bem. Mas nem sempre conseguimos isso.

Refletindo sobre o tema ‘surpreender-se positivamente‘, pensei em alguns aspectos que podem alterar o rumo de uma vida – positivamente, de uma maneira muito simples: Surpreendendo positivamente !

Em termos de relações com outras pessoas, relacionei alguns pontos. Veja o que acha das atitudes a seguir lembradas:
– Sempre manter o foco: o que posso fazer a mais do que é esperado que eu faça?

– Procurar surpreender com atitudes simples e verdadeiras.

Reconhecer o que as pessoas propõem. Isso, de fato, constitui uma surpresa no mundo de hoje.

Cumprimentar e conversar com pessoas que executam atividades desvalorizadas socialmente. O simples fato de conversar ou cumprimentar pessoas “invisíveis’ para a maioria, já inspira uma atitude de valorizá-las e reconhecê-las. Funciona como uma alma dizendo à outra: “Eu te vejo“. (Esta simples atitude sempre será uma boa surpresa).

Olhar nos olhos e ativar o fluxo de bons sentimentos na conversação enquanto se comunica (por exemplo, deixar fluir sentimentos como: respeito, empatia, serenidade, amor, etc.).

Escutar o que as pessoas falam. (O hábito de escutar está se tornando uma raridade, hoje em dia. E sua prática sempre surpreende).

– Relacionado a escutar, não querer ter razão sempre e escutar ideias ou opiniões divergentes e apenas expressar sua visão ou entendimento quando for o momento para tal é outra oportunidade que pode gerar boas surpresas.

Ser verdadeiro e honesto com seu interlocutor. (isso deveria ser o normal, mas isso hoje constitui fonte de boas surpresas).

– Quando errar, assumir que errou e pedir desculpa(outra atitude que deveria ser o normal, mas isso hoje constitui fonte de boas surpresas e de confiança).

Criar situações novas, face a ações convencionais. (Algumas vezes, um simples agradecimento, de coração, ou um elogio sincero criam situações novas).

Elogiar adversários e reconhecer seus valores. (sair da defensiva e conseguir tirar outros da defensiva é algo que sempre surpreende positivamente – e gera respeito e estabelece um outro patamar de relacionamento).

– Caso tenha condições e considere justo, em caso de satisfação real por um pequeno serviço, pagar um pouco a mais que a pessoa está cobrando, e dizer que está fazendo isso por estar muito feliz com o trabalho dela.

– Acatar e considerar as críticas. (isso também deveria ser o normal, mas hoje, o simples fato de não ter atitudes reativas constitui uma boa surpresa).

– Dar valor a detalhes como simplicidade, olhar sereno e o silêncio de pessoas ao seu redor. (Isso estabelece um patamar de relação mais verdadeiro e é uma boa surpresa para todos os envolvidos).

Tocar as pessoas – não necessariamente fisicamente, mas com respeito, verdade e dignidade.

Facilitar o caminho para os outros – sempre que puder. (Isso constitui uma grande fonte de surpresas positivas).

– Fazer comentários sempre voltados a aspectos positivos. (Não amplificar aspectos negativos sempre constitui uma boa surpresa e trás leveza e positividade nas relações).

Não alimentar fofocas ou conversações depreciativas e negativas.(Não sintonizar com aspectos negativos sempre abre portas a boas surpresas e gera harmonia e confiança nas relações).


Essas simples atitudes – mesmo quando se tornarem hábito, sempre causarão boas surpresas; ainda que sutis e incógnitas.

Muitas dessas atitudes são a base para a empatia. E empatia não significa concordar com tudo, mas escutar e entender o ponto de vista dos outros, perceber como se sentem e contribuir para que exista comunicação entre você e os outros.

Surpreendendo outros positivamente você também estará se surpreendendo.

Há outras maneiras de surpreender positivamente? Certamente!
Vale a pena pensar nelas?
Depende de você.

Exemplo de experiência pessoal

Neste momento, gostaria de fazer um parêntesis e pedir sua licença para aqui compartilhar uma experiência pessoal. Foi uma simples experiência que tive em um momento comum e que se tornou especial para mim e que me motivou a escrever sobre o tema deste post.

Aconteceu um dia enquanto eu me dirigia ao trabalho e estava numa rua pela qual passava todas as manhãs - em um trecho sem casas e ladeada de gramados e árvores dos dois lados, em Brasília. Em meu carro o som era de música new age instrumental e, de alguma forma, minha sensação foi a de experimentar-me próximo de Deus; como se falasse com Ele - e comigo mesmo. E eu - do nada, disse a mim mesmo: 'eu escolho Deus', 'não importa o que aconteça, não importa em que situação eu me encontre, eu escolho estar com Deus.' Foi uma simples e profunda experiência, que me surpreendeu, pois eu nunca planejei um momento ou uma declaração como a que fiz, para mim mesmo e - creio, de alguma forma, também a Deus. 

Voltando à nossa reflexão, o fato é que nossas vidas são feitas de escolhas e experiências, a cada dia, a cada momento. E, sobre escolhas, a que compartilhei acima foi uma que me surpreendeu sutil e positivamente e, de algum modo me inspira a dizer que aquele simples momento, daquela escolha espontânea, sutil e sublime – para mim, causou impacto extremamente positivo em minha jornada de vida. E nasceu de uma surpresa para mim; e, posso dizer, que escolher Deus é, certamente, a melhor escolha que alguém possa fazer.

Ainda hoje, muitos anos após aquele ‘momento-experiência‘ aquela escolha ainda ecoa em minha alma em diferentes momentos e de diferentes maneiras. Mas esse é apenas um exemplo do tema que me inspirou a escrever sob o títulosurpreenda-se positivamente.

Conclusão

Visando finalizar a reflexão, gostaria de ressaltar alguns pontos: devemos sempre lembrar que as escolhas que fazemos são fundamentais para que boas surpresas aconteçam em uma vida e quando elas acontecem, elas não se resumem ao momento ou período de vida em que ocorrem; de alguma forma, as boas surpresas que vivemos ecoam ao longo de nossas jornadas de vida.

Podemos executar uma mesma ação de muitas maneiras diferentes.
O que varia não é a ação, mas como a desempenhamos.

A atitude mental é fundamental, a capacidade de observar-se e observar a pessoa com quem está se relacionando são essenciais.

Vale sempre lembrar que o simples fato de um ‘olhar nos olhos‘ já faz uma grande diferença.
Sorrir é outro aspecto que transforma uma relação.

Esses e outros ‘pequenos‘ gestos geram impactos positivos sempre, seja parado num farol, tendo alguém pedindo algo na janela de seu carro, seja num hospital visitando alguém doente, seja num supermercado cumprimentando um estoquista, seja no trabalho conversando com o faxineiro, seja num almoço com pessoas de trabalho ou onde que quer que esteja.

A importância de nossa atitude mental, traduzida em olhares, sentimentos, palavras ou ações é fundamental na geração de ‘pequenas’ e ‘incógnitas’ surpresas; das quais podemos ser instrumentos geradores.