Cartas a um jovem poeta

Cartas a um jovem poeta

Uma obra de Rilke* para ser apreciada – ‘Cartas a um jovem poeta’

Cartas a um jovem poeta.

Muitos anos atrás, ainda nos bancos da faculdade de engenharia em Itajubá, MG, fui apresentado a um livro que continha verdadeiras joias que transcendem em muito seu objetivo inicial, que era ajudar a esclarecer um jovem aspirante a poeta.

O escritor Rainer Marie Rilke respondia a questionamentos de um jovem, compartilhando sua visão sobre a vida, Deus, a criação artística e o relacionamento entre as pessoas.

Em uma das suas cartas, descrita no livro ‘Cartas a um jovem poeta’, Rilke afirma que apenas alguns livros são indispensáveis e que somente dois sempre se encontram entre as coisas dele, onde quer que ele estivesse: – a Bíblia e os livros do poeta dinamarquês Jens Peter Jacobsen. No livro, há muitas outras afirmações, curiosidades e dicas interessantes nascidas da sensibilidade de Rilke.

Considerado o maior poeta de língua alemã no século XX, Rilke nos brinda com sua rica visão sobre vários temas. Assim como foi a mim sugerido, quando buscava aprender um pouco sobre o ato de escrever, ainda no início da faculdade de engenharia e procurava aprender com a amiga, poeta e escritora Emília Amaral**; e ela, na época, sugeriu-me a leitura de Rilke.

Bem, é isso que hoje faço aqui no site, sugerindo às pessoas em geral e, principalmente, a quem gosta de escrever e ainda não leu Rilke, que leiam o livro “Cartas a um jovem Poeta” que contém a troca de correspondências entre Rilke e o jovem Franz Kappus.

Entre várias joias dadas por Rilke, ao ler o livro “Cartas a um jovem poeta”, você encontrará as abaixo citadas, em uma mensagem enviada dia 23 de dezembro de 1903, vésperas de Natal. Por isso, aproveito para colocá-las aqui, neste período do ano; por estarmos próximos do Natal.

"Se um acontecimento mais íntimo é digno de todo seu amor, é nesse acontecimento que você deve trabalhar de algum modo."

“Eu sei, a sua profissão é dura e cheia de contradições que o afetam, e eu previa suas queixas, já sabia que elas viriam um dia. Agora que vieram, não posso tranquilizá-lo, posso apenas aconselhar que pondere se todas as profissões não são assim, …”

e despedindo,

"Seja paciente, sem má vontade, e pense que o mínimo que podemos fazer é não dificultar sua vida mais do que a Terra dificulta a chegada da primavera quando ela se anuncia.

Fique alegre e seja confiante,

Seu,
Rainer Marie Rilke”

É isso: aqui fica a sugestão de leitura de Rilke a você, jovem escritor(a).

texto: Herbert Santos Silva

* Rainer Maria Rilke, poeta nascido em 4 de dezembro de 1875,em Praga, República Checa e falecido em 29 de dezembro de 1926, em Montreux, Suíça. Escreveu a maior parte de sua obra na língua alemã, mas também escreveu poemas em francês.

** Foram de insights decorrentes de conversas com Emília Amaral, da leitura de Rilke e com inspiração em Fernando Pessoa, que nasceu a ideia  para a criação, na época, da “Revista Literária Presença”, que foi editada por vários anos pela Escola Federal de Engenharia – EFEI, em Itajubá, MG.