As Dádivas Fluem Constantemente!

As Dádivas Fluem Constantemente!

AS DÁDIVAS DIVINAS FLUEM CONSTANTEMENTE!

Prova disso?

O íntimo de nossa consciência sabe disso, e todos sabemos disso, no fundo de nossas consciências. Mas ok, o mundo externo é o que é mais visível e parece ser o maior influenciador em nossos níveis aparentes de consciência e isso nos sobrecarrega.

Mas, mesmo ficando no nível do observável externamente, há claras evidências do fluxo das dádivas divinas! E que elas ocorrem constantemente, e não apenas esporadicamente.

Como identificar essas provas?

A natureza!

Isso! Observemos a vida na natureza, e observemos como ela exercita o ato de gerar vida e de ressuscitar com frequência. 

As dádivas da “vida” e da “ressurreição” estão presentes permanentemente na natureza. 

A diferença entre a natureza e nós?

Parece que a natureza ‘nunca se esquece’ de acolher e de aceitar essas dádivas. Parece que a natureza ‘nunca se esquece’ de acumular essas dádivas e incorporá-lasdia após dia, semana após semana, estação após estação.

Eis aí algumas práticas que nós, seres humanos, muito frequentemente deixamos de exercitar: perceber, acolher e aceitar, incorporar e acumular as dádivas divinas que dia após dia estão chovendo sobre nós do plano divino. 

As dádivas ativam forças que estão à nossa disposição; e não duvide: a maioria delas já existem dentro de nós. Que cada um de nós pare um segundo para lembrar: o quanto de conhecimento, de aprendizagem, de qualificações, de momentos virtuosos, de virtudes experimentadas, de ajudas dadas e recebidas, intuições, de bons sentimentos e bons pensamentos, de olhares e ações preenchidos de amor e de felicidade já vivenciamos em nossas jornadas de vida?

O mundo externo e seus problemas ainda prevalecem nos nossos olhares. Ok, mas por que isso ocorre?

Porque nós mesmos criamos obstáculos que impedem nossos sentidos de perceber e sentir o mais sublime.

Exemplo?

Em vez de observar a luz em nossos corações, e nos dos outros; em vez de perceber a iluminação que existe em nossa jornada de vida, e nas vidas daqueles que estão caminhando conosco. E isso seria, por si, ações de renovação e arejamento, de ressurreição e regeneração, em nossas mentes, em nossas vidas e em no nosso dia a dia! Ações que funcionariam como um elevador nos ajudando a ascender a níveis mais elevados; muitas vezes, o que fazemos é o contrário, prestando atenção no externo, seja nas notícias negativas que trazemos para nossas mentes, seja falando sobre negatividade que acabam por poluir nossa fala e nossa visão. Aspectos que, em vez de alimentar positivamente o espírito humano, desequilibram e desarmonizam e nos conduzem à sintonia com as mais baixas esferas humanas.

Mas não podemos esquecer: a chuva de bênçãos de luz continua a existir, sempre!

O imenso mar de luz está aí para nos banharmos nele. Por mais que o mundo externo alimente o desalento e a desesperança, o Oceano de luz, ativado por Deus e seus ajudantes, brilha e continuará a brilhar em cada segundo de nossas vidas. O mar de luz está e estará brilhando e nos banhando com sua luz, agora, daqui a pouco, daqui a mil anos.

O que temos que fazer?

Primeiramente, temos o dever de nos lembrar, independentemente do que o mundo externo nos mostre, de novo e de novo: as dádivas e as bênçãos vindas de Deus e de seus ajudantes continuam a fluir, sempre! E isso só pode ser visto e percebido quando olhamos de dentro para fora e não de fora para dentro.

Segundo ponto que nos cabe, e depende apenas de cada um de nós: Perceber, acolher, aceitar, incorporar e acumular as dádivas divinas que dia após dia estão chovendo sobre nós do plano divino. 

Cabe a nós escolher o que e como fazer.

Talvez nos caiba dizer a nós mesmos, cada um, de seu jeito e no seu ritmo:

“Eu escolho o caminho de luz! Eu escolho Deus!”

A você visitante do site Intuicao.com, votos de que continue a tomar bons Banhos de luz espiritual, eles só nos fazem bem!

Abraços preenchidos de luz.

Reflexão de Herbert Santos Silva, inspirado num livro, que me chegou às mãos décadas atrás e que revisitei hoje. O livro é “Eu sou a Ressurreição e a Vida” editado pela Ponte para a liberdade, que trás mensagens belíssimas. A mensagem que fundamentou e inspirou a reflexão acima é de Arcanjo Gabriel