O vento bate! A brisa acaricia!

O vento bate! A brisa acaricia!

O vento bate! A brisa acaricia!

De tempos em tempos, aqui apresentamos um extrato especial do livro Ferhélin, OUVINDO AS ESTRELAS.

A seguir o trecho que escolhemos para hoje:

Olhando para as montanhas que as cercavam, a jovem* disse:
O vento bate! A brisa acaricia!

Ferhélin ficou surpresa com o que ela havia dito — sua face esboçou um sorriso suave. Por segundos, permaneceu pensando naquelas palavras.

Devemos aprender a entender a linguagem da natureza. Agora a brisa está acariciando você — disse a garota chamando a atenção de Ferhélin.

Assim começaria a jornada de Ferhélin (2) e seus encontros pelas Montanhas Rochosas. “Uma jornada entre as linguagens da razão e as do coração”, como ela descreveria posteriormente.
O contato com as Rochosas Canadenses parecia dar origem a novos sentimentos, percebeu Ferhélin, quando a garota perguntou:
— O que você acha daqui?

Ferhélin permaneceu pensativa por instantes enquanto a garota sentava-se à sua frente. Ela estava vestida em trajes diferentes e incomuns. Eram vestimentas, que veria mais tarde, típicas do First Nation’s People (3), como são chamados os aborígines canadenses.

A jovem a olhava nos olhos quando disse:
As montanhas falam. Ao olhar para dentro delas com atenção, verá mais do que vê agora e saberá ouvir o que elas têm a falar. Verá sua beleza, sua história, a combinação das diferenças que criam sua harmonia e observará sutilezas que, só quem as vê com olhos de “amigo”, consegue ver.


O trecho acima refere-se a um encontro entre Ferhélin, personagem principal do livro “Ferhélin, Ouvindo as Estrelas“, de autoria de Herbert Santos Silva, com uma garota aborígene nas Montanhas Rochosas Canadenses.

————————————————————-

Ferhélin, Ouvindo as Estrelas é um livro que narra a jornada de encontros especiais que levam ao amadurecimento espiritual de Ferhélin, a protagonista de uma jornada inspiradora.

Pela motivação primeira que gerou este livro, meu especial agradecimento às estrelas, geleiras, rios, lagos, animais e, em particular, às águias que, em seus voos solitários através do céu azul celeste, fazem parte do magnífico cenário vivo formado pelas Montanhas Rochosas Canadenses, cenário acolhedor dessa jornada.
Autor: Herbert Santos Silva

Notas do extrato apresentado:
1. Jovem: É a Garota Montanhesa é uma das pessoas que Ferhélin encontra durante sua jornada pelas Montanhas Rochosas Canadenses.
2. Ferhelin: personagem central do livro, uma jovem cientista em sua jornada pelas Montanhas Rochosas.
3. Povo aborígene que habita o Canadá desde antes sua fundação como país.

Livro em processo de reedição